Por que sentimos vontade de comer mais doce quando usamos adoçante ?

O que ocorre com nossa glicemia quando tomamos adoçante ?

Para começar acho que vale lembrar o que é glicemia. Glicemia é a quantidade de glicose no sangue. Esta medida é muito utilizada pelos médicos para acompanhar a saúde dos pacientes. Por exemplo, pacientes com diabetes possuem glicemias altas mesmo em jejum e esta quantidade aumentada de glicose acaba se ligando com proteínas do corpo do paciente e alterando suas funções causando problemas circulatórios, problemas na retina que acarretam perda de visão entre outros. Portanto é muito importante acompanharmos nossos níveis de glicose sempre como um indicativo preliminar do nosso metabolismo de açucares.

Devido a   importância da medida de glicemia para entendermos nosso metabolismo e nossa saúde decidimos propor um experimento para os alunos do curso de Ciências Biológicas na disciplina de Bioquímica I , onde a glicemia dos alunos foi avaliada em condição de jejum quando eles tomavam suco de limão adoçado com açúcar (sacarose = glicose ligada a frutose) ou adoçante .

Oito alunos participaram em cada grupo: Jejum (8h) + adoçante e Jejum (8h)+ sacarose e a glicemia foi obtida a cada 30 minutos após ingestão do suco.

Com um pequeno pique de uma lanceta no dedo podemos recolher uma gota do sangue dos alunos a cada 30 minutos e utilizamos um glicômetro com fitas para detectar os níveis de glicose.

Glucometer

Nossos resultados mostraram um dado muito interessante. Os alunos que estavam em jejum e beberam suco com sacarose (o açúcar comum do dia a dia) mostraram o resultado esperado pois, a glicose presente no suco foi absorvida e passou para a corrente sangüínea e depois foi sendo pouco a pouco absorvida pelas células do corpo, muito provavelmente por ter ocorrido uma sinalização via insulina , hormônio que indica que estamos nutridos e favorece a captação de açúcar pelas células do corpo.

Já os alunos que estavam em jejum e beberam suco com adoçante apresentaram uma redução cada vez maior da glicemia. Como interpretar isso?  Acreditamos que como nosso corpo percebe o gosto doce do alimento pelos receptores na língua ele se prepara para receber o alimento liberando insulina, mas como o adoçante não tem esse alimento a pouca glicose na corrente sanguinea é captada pelas células, o que faz a glicemia baixar muito rapidamente.

Qual seria o resultado disso? Esta pessoa continuaria com desejo de comer algo doce, pois baixos niveis de glicose no sangue induzem a vontade de comer.

Será que isso não esta ligado com o aumento da obesidade no mundo depois que começamos a utilizar refrigerantes e outros produtos com adoçantes ?

Alguns pesquisadores acham que sim !!!! O escritor Michael Moss no livro “Sal, açúcar e gordura: Como a industria alimentícia nos fisgou” afirma que sim e que por isso estamos enfrentando uma epidemia de obesidade alarmante no mundo. Ele diz que a industria investe milhões para tornar nosso desejo por comida incontrolável e quem paga a conta – Nossa saúde !

Outro problema novo que acaba de ser detectado na Inglaterra e que os níveis de adoçantes no lagos e rios esta aumentando. Os animais não são capazes de metabolizar os adoçantes, por isso eles são utilizados, gosto doce sem calorias, sem ganho de energia, portanto eles são eliminados de nosso corpo pelos nosso dejetos (urina e fezes) e vão parar nos rios e lagos comprometendo assim a vida animal do ecossistema, ou seja um baita problemão para todo o meio ambiente também (Super Interessante de Agosto/2015).

Será que vale a pena continuarmos a utiliza-los desta maneira indiscriminada ? Começo a pensar que não.

Autor:

Dr. José Cláudio Fonseca Moreira
Professor do Departamento de Bioquímica -UFRGS e coordenador da revista.

Atividade realizada em aula prática na disciplina de Bioquímica I 2015/1 com alunos do curso de Ciências Biológicas da UFRGS.

 

Tem ciência no teu chá!

A ciência que você não vê mas que está ao seu lado todos os dias.

%d blogueiros gostam disto: